Be Good

Loading...

quarta-feira, 26 de março de 2008

(sem nome)

(escrito em 1993)



Meia hora

inteira passa

fazendo do passado feito.



Já não há respiro,

só sobrou um tiro

que soprou no ar.



Só precisou o dedo,

não há mais defeito,

nem porque falar.


.

Nenhum comentário: