Be Good

Loading...

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Salvo.


1a. Versão postada em: https://www.facebook.com/george.saguia/posts/10200365813774846?

Chovia.

Era a tempestade mais assustadora da minha vida. Estrondos chacoalhavam meu corpo enquanto eu procurava abrigo.

Não conseguia ver direito onde estava. Meu celular não iluminava o suficiente para que eu reconhecesse algo ao meu redor. Eu só sabia que precisava sair dali.

Foi quando eu comecei a perceber que além da chuva e dos trovões havia um som. Fininho, baixinho, quase um sussurro. Algo não estava certo.

Apurei o ouvido, me concentrei.

Palavras! Alguém estava falando!

Estiquei o pescoço, como se fosse uma antena, tentando uma posição pra ouvir melhor.

A chuva foi diminuindo. O céu foi clareando. E um amoroso "Papai, quero mamadeira" me acordou e me salvou.



Um comentário:

CESAR CRUZ disse...

Sensacional!

pô, pensei que era um conto de horror! Mas era de amor!

Abço
Cesar